Parlamentares são sensibilizados pela Abramet sobre riscos do PL que muda regras do Código de Trânsito Brasileiro

Mais um grupo de parlamentares foi abordado pela Associação Brasileira de Medicina de Trafego (Abramet) nesta semana, em nova tentativa de conquistar apoio para impedir mudanças no Código de Trânsito Brasileiro (CTB) que coloquem em risco conquistas e avanços alcançados ao longo dos últimos anos.

Desta vez, além de levar o assunto à pauta do Instituto Brasil de Medicina (IBDM), entidade de apoio à Frente Parlamentar da Medicina, as reuniões aconteceram com os deputados federais Dr. Frederico (Patriota-MG), Hiran Gonçalves (PP-RR), Juscelino Filho (DEM-MA), Leur Lomanto Júnior (DEM-BA), Luizinho (PP-RJ), Mauro Lopes (MB-MG) e Mauro Nazif (PSB-RO).

Na terça-feira (13), diretores da entidade, acompanhados de técnicos e assessores, percorreram gabinetes na Câmara dos Deputados, em Brasília (DF), onde conversaram com os políticos sobre o texto do Projeto de Lei nº 3.267/2019, encaminhado pela Presidência da República, e que aguarda a instalação de uma Comissão Especial para ter sua etapa de análise iniciada.

Nas reuniões, entre outros pontos, a Abramet reiterou a importância da obrigação da renovação da carteira a cada cinco anos e a necessidade de que os exames de aptidão física e mental para motoristas e candidatos à Carteira Nacional de Habilitação (CNH) sejam realizados em locais de atividade médica exclusivos para esse tipo de procedimento.

Também defenderam a manutenção de penalidades e multas aos motoristas que não zelarem pela vida e pelo transporte seguro das crianças por meio do uso de dispositivo de retenção específicos (cadeirinha, assentos conforto e cintos adequados).

“Como representante dos médicos especializados em Medicina de Trafego, a Abramet se compromete a se manter firme nessa cruzada para defender questões de alta relevância para os brasileiros e para os profissionais que atuam na área. Esse é nosso dever”, disse Antônio Meira Júnior, diretor de Relações com Federadas.

Agenda Parlamentar – Na quarta-feira (14), Meira Júnior, acompanhado do presidente da Associação Mineira de Medicina de Trafego (Ammetra), Arilson Carvalho Júnior, participou ainda do lançamento da Agenda Parlamentar da Saúde Responsável, que elenca as proposições de interesse dos médicos em tramitação no Congresso Nacional.

Elaborada pela Comissão de Assuntos Políticos do Conselho Federal de Medicina (CFM), a publicação traz o número da proposição, autor, relator e onde está tramitando (nas comissões ou no plenário de uma das casas do Legislativo Federal), além da posição do movimento médico, se é favorável ou contrário à proposta.

“Esse monitoramento do cenário político e a rotina de corpo-a-corpo serão mantidos, sempre na expectativa de conquistar apoio aos argumentos apresentados pelos médicos”, enfatizou Carvalho Júnior.