Com pedido de união de forças e promessa de trabalho intenso, Antonio Meira Junior assume presidência da Abramet

“Unidos, poderemos buscar o protagonismo de nossa especialidade [Medicina de Tráfego] em importantes debates em torno de questões médicas e de saúde nos deslocamentos humanos. Unidos, conquistaremos aliados junto à população e aos tomadores de decisão (gestores, membros do Poder Judiciário e parlamentares), sempre apresentando nossos argumentos técnicos e científicos, de modo claro”.

LEIA A ÍNTEGRA DO DISCURSO DO NOVO PRESIDENTE

Com essa mensagem de motivação e engajamento tomou posse neste sábado (11), como presidente da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego, o médico baiano Antonio Edson Souza Meira Junior. Aos 35 anos, ele sucede no comando da entidade, que representa os interesses de cerca de 8 mil especialistas, ao gaúcho Juarez Molinari, que integrará a nova diretoria como 2º vice-presidente.

REPRESENTANTES - Na solenidade simples e rápida, realizada no auditório da Associação Médica Brasileira (AMB), em São Paulo (SP), estiveram presentes representantes de entidades regionais, nacionais e internacional que atuam na área do trânsito, da saúde e da medicina. Entre eles, Christina Gonzalez, representando o Conselho Federal de Medicina (CFM); Rosylane Rocha, presidente da Associação Nacional de Medicina de Trabalho (Anamt); e Lincoln Ferreira, presidente da AMB e da Confederação Médica Latino-Ibero-Americana e do Caribe (Confemel).

Ainda acompanharam a solenidade, representantes de filiadas da Abramet de vários estados, presidentes de conselhos regionais de medicina, representantes de Detrans, familiares e amigos dos novos diretores. Ainda prestigiaram a posse o presidente do Conselho Superior da Academia Nacional de Seguros, Mauro Batista, o diretor geral do Detran-BA, Rodrigo Pimentel e o presidente do Centran-SP e do Focotran, Frederico Arantes.

Além de Meira Junior, a nova diretoria da Abramet é formada pelos seguintes especialistas em medicina de tráfego: Ricardo Irajá Hegele (1º vice-presidente); Juarez Monteiro Molinari (2º vice-presidente); Fabio Ford Feris Racy (3º vice-presidente); Dirceu Diniz (diretor Financeiro); Flavio Emir Adura (diretor Científico); José Heverardo da Costa Montal (diretor Administrativo); Alberto Francisco Sabbag (diretor de Qualidade Profissional); Dirceu Rodrigues Alves Junior (diretor de Comunicação); Geraldo Guttemberg Soares Junior (diretor de Relações Institucionais); Sônia de Lourdes Pedrosa Guttemberg (diretora de Relações com Federadas); e João Roberto Adura (diretor de Ética Médica).

EMOÇÃO - Em seu discurso, emocionado, Antonio Meira relembrou sua trajetória, agradeceu a esposa e familiares e lembrou do papel importante exercido por “amigos e conselheiros”. Não deixou de expressar sua paixão pela especialidade e assumir, publicamente, a missão de defesa dos interesses da medicina de tráfego e da população.

“Ao assumir a Presidência da Abramet, me comprometo com todos os meus pares e com o meu País a trabalhar incessantemente em prol dessas nobres causas, dentro de um projeto institucional onde ética, justiça, equidade, transparência, respeito e solidariedade não sejam apenas palavras, mas uma postura diante do mundo”, lembrou.

Como desafio inicial, ele apontou a mobilização em prol da aprovação da proposta do deputado Juscelino Filho (DEM-MA), relator do Projeto de Lei Substitutivo ao PL nº 3267/2019, que estabelece mudanças no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Segundo disse, esse texto foi formato após longos e exaustivos debates, durante os quais a Abramet – sob o comando de Juarez Molinari – esteve sempre presente.

“Como resultado desse contato com os deputados federais, a proposta enviada pelo Governo foi modificada. Dados elencados pela Abramet, como os indicadores de mortalidade e de morbidade, as avaliações de impacto dos acidentes de trânsito nas contas públicas e sobre os padrões mínimos de segurança a serem respeitados, quebraram resistências iniciais e subsidiaram uma proposta que, se não é a ideal, contempla inúmeros aspectos defendidos por nossa Associação, que valorizam a especialidade e a vida dos brasileiros”, destacou.

PARCEIROS - De acordo com o novo presidente, no retorno do recesso do Congresso Nacional, em fevereiro, a Abramet, por meio de sua nova gestão, intensificará suas ações para assegurar a manutenção do texto acordado. Além disso, ele se comprometeu em atuar em sinergia com as filiadas da Abramet e com “outros parceiros e potenciais parceiros, como organismos internacionais, organizações não governamentais e até entidades de interesse privado que comungam dos mesmos objetivos” da Associação.

Aos associados, o presidente recém empossado expressou seu desejo de intensificar ações pela “valorização de seu trabalho de todas as formas possíveis, estimulando o reconhecimento de sua competência e dedicação pelos gestores. Também atuaremos pela melhor qualificação e capacitação de nossos especialistas, mantendo-os atualizados e preparados para o atendimento”.

“O trabalho da Gestão Abramet 2020-2021 apenas começa e os objetivos traçados constituem um desafio a cada colega especialista e ao Brasil. Unidos, podemos fazer do trânsito brasileiro um exemplo de respeito à dignidade humana, de respeito à vida”, concluiu.