ABRAMET na defesa da importância do Exame de Aptidão Física e Mental realizado pelo especialista em Medicina de Tráfego

 

No dia 24 de julho p.p., a diretoria da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego - ABRAMET, representada pelo Presidente Juarez Monteiro Molinari e pelo Dr. Arilson Carvalho Júnior, Presidente da Associação Mineira de Medicina de Tráfego - AMMETRA visitaram o Ministro da Saúde, Dr. Luiz Henrique Mandetta.

Foi entregue, ao Ministro, o estudo do Professor Flavio Adura sobre a importância do Exame de Aptidão Física e Mental e de sua realização pelo médico especialista em Medicina de Tráfego, baseado em evidências científicas.

Da esquerda para a direita: Dr. Horácio Mello Santos (Presidente do FOCOTRAN), Dr. Arilson Carvalho Júnior (Presidente da AMMETRA), Dr. Juarez Monteiro Molinari (Presidente da ABRAMET), Ministro da Saúde Dr.  Luiz Henrique Mandetta, Dr. José Luiz Dantas Mestrinho (Vice-Presidente da AMB).

Participaram da Audiência Pública do Ministério da Saúde, ocasião que possibilitou a exposição da opinião da Associação que representa os Médicos de Tráfego do Brasil, sobre o Projeto de Lei nº 3267/19 que pretende alterar a Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que institui o Código de Trânsito Brasileiro.

Da esquerda para a direita: Dr. Horácio Mello Santos (Presidente do FOCOTRAN), Dr. Juarez Monteiro Molinari (Presidente da ABRAMET) Dr. Arilson Carvalho Júnior (Presidente da AMMETRA).

Na mesma data, reuniram-se com o Dr. Carlos Magno de Oliveira, Diretor Substituto do DENATRAN, levando as ponderações e posicionamentos da ABRAMET com relação ao Projeto de Lei nº 3267/19, em tramitação na Câmara dos Deputados.

Da esquerda para a direita: Dr. Arilson Carvalho Júnior (Presidente da AMMETRA), Dr. Carlos Magno de Oliveira, Diretor Substituto do DENATRAN, Dr. Juarez Monteiro Molinari (Presidente da ABRAMET).